Kings Store: As melhores dicas para o dia das mães

Quem não gosta de ganhar presentes? Ainda mais vindo de uma pessoa especial? E é exatamente pensando nisso que vamos apresentar algumas sugestões de presentes para as mulheres mais importantes do mundo: as mães.

A modernidade abriu um grande leque de opções de moda, permitindo que os filhos escolham os mimos para elas de acordo com o gosto dos dois. Afinal, colocar a nossa personalidade no presente, aliada ao jeito de ser de quem vai recebê-lo, é a maior prova de que tudo foi selecionado com muito carinho e amor.

Mães modernas, autênticas e antenadas usam e abusam das novidades e lançamentos do mercado de roupas e acessórios. E a marca Kings é uma excelente escolha para quem tem este perfil. De vestidos a bonés, não há quem resista a tanto charme.

Já imaginou os pés em um calçado extremamente glamoroso? O chinelo Kings Slide Furl, inspirado nos usados pela cantora Rihanna, deixam a aparência despojada e única. As cores disponíveis são pink, preto, cinza ou branco. Ou seja: há variedade para todo tipo de desejo.

Looks para arrasar durante o dia ou à noite!

Se uma calça em estilo rasgada já é ousada, imagina se for colorida! E é exatamente isso que a Kings fez, trazendo em seu novo catálogo diversas tonalidades, para que a composição do visual fique ainda mais marcante.

Os bonés são coringas para muitas ocasiões. Seja na praia, para caminhar no parque, andar de bicicleta ou simplesmente para dar um style no aspecto, eles sempre fazem a diferença. E as mães podem ter um de cada nuance, ficando com variedades para montar looks personalizados. Preto, cinza, salmão ou rosa bebê, não importa, com certeza elas estarão protegidas do sol e com um ar bem jovial em todas as situações.

Por fim, o tie-dye é mais uma maneira de agradar a mulher mais importante da sua vida. Seja em blusas ou vestidos, invista na cor que ela gosta e garanta muitos sorrisos e abraços de agradecimento. O verde é uma cor que estará em alta nas próximas estações, então, use e abuse desta tendência e arrase no presente para a sua mãe!

 

Osmar Silveira comenta maior sonho na carreira: “meu maior sonho profissional é poder construir uma carreira sólida, longa e com trabalhos que sejam memoráveis”

Prestes a entrar na sua segunda novela da Rede Recrod, Osmar Silveira comentou um pouco sobre sua preparação para dar vida ao Príncipe Joaquim esse mês em “O Rico e o Lazaro”. O ator que possui uma extensa carreira também em cima dos palcos, comentou seu ponto de vista em relação a cada desafio entre o teatro e a televisão, além disso também comenta sobre sua relação com as criticas, sonhos na carreira e ainda deixa no final uma linda motivação para todos os seus fãs: “Diria que barreiras servem para serem transpostas, e que tudo na vida só pode dar certo se você acreditar”.

espaço

Recentemente você interpretou o cantor Cazuza em um musical que tinha como foco a vida dele que era o “Cazuza – O Musical”. Como foi ter que dá vida ao cantor que hoje é considerado um ícone da música brasileira? Você teve alguma preparação especial ou chegou a ter que pesquisar muito para pegar o estilo do cantor?

Foi um grande desafio que encarei com muito esforço e disciplina, mas muito gratificante. Tivemos três meses intensos de preparação, além de aulas de fono e canto para que pudéssemos chegar a um resultado que fizesse a plateia identificar e reconhecer numa música ou fala o personagem.

espaço

Agora em março, vai ao ar a sua 2º novela que você fará o Príncipe Joaquim em “O Rico e o Lázaro”, nova novela da Record. Para interpretar o personagem, não foi tão fácil assim aparentemente né, tendo em vista que além de estudar o personagem, você ainda teve que fazer aulas de luta com espadas e ainda por cima um workshop de montaria. Como foi a experiência disso tudo?

Foi muito enriquecedor. Todo o laboratório que fizemos ajudou a compor e entender o personagem, além de dar mais veracidade para as cenas. Já havia tido aulas de espada e montaria pra fazer “A Terra Prometida” e poder continuar com este trabalho me ajudou muito para compor o Joaquim.

espaço

Antes de estar no cinema e na televisão, você já colecionava um portfólio enorme de teatro no seu currículo desde 2002 e agora sua última foi em 2015 sob direção de Miguel Falabella. Para você, qual foi a maior diferença que você viu entre atuar na televisão e no teatro? A dificuldade é maior?

No teatro temos muitos ensaios, além de ser uma obra aberta, que permite alterações a cada novo dia, diante respostas do público. Na TV, temos um tempo de ensaio menor e trata-se de uma obra fechada. O público não está ali interagindo com você no momento exato da cena. O teatro permite essa troca física. Mas acho que independente do seguimento, teatro, TV ou cinema, o mais importante é você estar bem preparado, se divertir e fazer com amor aquilo que se propõe. Como artista, busco mais papéis desafiadores, independentemente de qual plataforma ele seja exibido.

espaço

Quando e como foi quando você decidiu que queria ser ator profissionalmente? Você já foi muito subestimado por críticas negativas no começo em relação a profissão?

Comecei a fazer teatro e canto com oito anos de idade e, daquela brincadeira inicial, entendi que queria seguir o ofício. Não tenho problemas em relação à criticas construtivas. Acho que elas sempre funcionam para melhorarmos. É preciso saber lidar com a frustração e saber ouvir para filtrar e entender o que é importante para você.

espaço

Qual é o seu maior sonho na sua carreira?

O meu maior sonho profissional é poder construir uma carreira sólida, longa e com trabalhos que sejam memoráveis.

espaço

Um dos curta-metragens que você fez, “S2” chegou a ser indicado ao melhor filme, e ainda por cima sobrou para você como melhor ator no Festival Internacional Fimlmaker Festival Of World Cinema e logo no ano seguinte você recebeu o prêmio também de melhor ator no Festival de Cinema de Três Passos. Como é a sensação de ser indicado a um prêmio desses? Rola um pouco de nervosismo na hora?

No Festival Internacional Fimlmaker Festival Of World Cinema, o filme foi indicado e ganhou. A sensação de receber um prêmio é de muita alegria , saber que o trabalho que você fez com tanta entrega esta sendo bem avaliado é um resultado positivo e mostra que está no caminho certo. Apenas o fato de estar indicado para um prêmio desses já é motivo de celebração.

espaço

Você é natural da cidade de Jaciara em Mato Grosso. Para você ter feito essa mudança para o Rio de Janeiro. Você teve problemas em se acostumar com a mudança ou você se apegou tranquilamente? Tem muita coisa que você ainda não se acostumou muito?

Com o tempo fui me acostumando e me adaptando a nova realidade. Agora, depois de cinco anos, já estou bem mais adaptado. Não nasci aqui, mas escolhi o Rio como lar.

espaço

Se pudesse deixar agora qualquer dica ou mensagem seu para seus fãs agora. O que você gostaria de dizer a eles?

Diria que barreiras servem para serem transpostas, e que tudo na vida só pode dar certo se você acreditar. Acredite em você!